FOTO CAPA

VITÓRIA DE CAMPEÃO

Postado às 20h00 - sexta-feira, 04/07/2014.
(*) Felipe Takashi

Presente na chegada ao estádio. Presente no aquecimento. Presente na execução do hino nacional. Presente nos olhos de cada jogador brasileiro. Estava presente até nas expressões colombianas: A CERTEZA! A certeza de que o Brasil se classificaria à semifinal para duelar com a Alemanha.

O poeta dizia que o futebol é uma guerra psicológica. Concordo. E CON-FI-AN-ÇA é o principal segredo para o sucesso de um time de futebol. 

Hoje, ao contrário das outras quatro partidas, o Brasil foi Brasil. Brasil, até no sufoco que sofreu no fim. Brasil, terra do futebol. Brasil, aquele que assusta os adversários. Brasil, acostumado com a vitória.

Faltam dois jogos para o HEXA!




Avaliação aos atletas:

Júlio César: O pênalti que cometeu era a última alternativa. Na cobrança, foi castigado por James Rodrigues. Não interferiu no resultado. Nota: 6,5


Maicon: Fez um primeiro tempo magnífico. Foi a linha de fundo quatro vezes (Mais que Daniel a Copa inteira). No segundo tempo, falhou na jogada que originou o gol da Colômbia. No contexto geral, merece manter a titularidade. Tem mais potencial que seu concorrente. Nota: 7,0


Thiago Silva: Muita bobagem foi dita a seu respeito durante a semana. Covardia. Ao lado de seu parceiro de zaga, formam o melhor miolo de zaga que eu vi atuar em Copa do Mundo. Nota: 9,5


David Luiz: Mais uma atuação formidável. Um trator sobre os atacantes colombianos. Preciso na cobrança de falta que decretou a classificação do Brasil. Nota: 10,0


Marcelo: Sua melhor atuação na Copa. No primeiro tempo, explorou as costas de Zuniga. Na marcação, anulou Cuadrado. Nota: 7,5


Fernandinho: Acertou muitos passes. Marcou muito bem. No geral, venceu a batalha com James Rodrigues. Nota: 7,5


Paulinho: Destoou de seu parceiro de meio de campo. Perdido na marcação. Uma vez mais. Nota: 5,0


(Hernanes): Jogou poucoSem nota.


Oscar: Mais próximos dos zagueiros, ditou a saída de bola do Brasil. Taticamente foi importante para a recuperação da posse. Nota: 7,0


Hulk: Ansioso. Nota: 5,5


(Ramires): Jogou pouco. Sem Nota.


Neymar: Muito participativo no primeiro tempo. Sumido na etapa complementar. Sofreu uma joelhada criminosa e saiu lesionado. ESTÁ FORA DA COPA DO MUNDO. Nota: 6,0


(Henrique): Jogou pouco. Sem nota.


Fred: Só permaneceu para ajudar na jogada aérea defensiva. Como atacante, uma lástima. Nota: 4,5


Felipão: Venceu o duelo tático com o argentino Pekerman. Sobretudo, no primeiro tempo. Mas... demorou uma eternidade para reposicionar o meio de campo e tomou um sufoco desnecessário. Nota: 6,5

 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by