FOTO CAPA

AINDA DÁ

Postado às 22h15 deste domingo, 1 de Junho de 2014.
O Santos precisou de apenas 7 minutos para conquistar a sua primeira vitória no Campeonato Brasileiro, como mandante. Em São Bernardo do Campo, o Peixe bateu o Criciúma por 2 a 0 e pulou para a nona colocação ,antes da pausa da competição para a realização da Copa do Mundo. Os gols do alvinegro foram marcados por Gabriel aos 10 e Diego Cardoso aos 17 do primeiro tempo.  Foi a terceira vitória do clube da baixada (segunda consecutiva) em nove rodadas.

Com 10 desfalques, o técnico santista Oswaldo de Oliveira repetiu a trinca de jovens no ataque e deixou Geuvânio no banco de reservas. As novidades do time foram as voltas de David Braz que retornou a zaga central na vaga de Neto e Renato que substituiu Alan Santos, suspenso, em relação ao time que havia vencido o Bahia, na última quinta-feira (29). 

Ao contrário de outras partidas, o Santos começou o jogo ligado e aproveitando-se de duas saídas erradas do adversário, liquidou o jogo em dois momentos inspirados de Arouca e Gabriel. No primeiro, o camisa 5 que voltou a jogar de segundo volante (Renato jogou a frente da zaga), puxou o contra-golpe e serviu o artilheiro do Peixe na temporada, que com muita inteligência protegeu a bola, levantou a cabeça duas vezes, antes de chutar e abrir o placar. No segundo, novamente Arouca encontrou Gabriel na ponta-direita e este com extrema qualidade lançou Diego Cardoso que não teve trabalho para dar números finais a partida.

Depois disso, o alvinegro tirou o pé do acelerador e tentou matar o jogo no contra-ataque. No segundo tempo, o Criciúma ganhou o meio-campo, mas como os catarinenses não possuem uma equipe com grandes qualidades, não conseguiu superar a defesa santista, que pasmem, é a melhor do Campeonato, ao lado do SCCP e Grêmio, e sofreram apenas 5 gols em 9 jogos.
"Nós tínhamos cinco jogadores que, em condições normais, eu não utilizaria. Eu sabia que teria de tirar Lucas Lima, Jubal, Arouca, Cicinho e o Diego Cardoso. Eles estavam comprovadamente sem condições de jogo. Iniciaram porque era o último (antes da pausa da Copa do Mundo). O time foi preciso, correto, impediu o adversário, assim como na quinta-feira (contra o Bahia). Demonstrou que é um time competitivo, que sabe o que faz durante 90 minutos" analisou Oswaldo Oliveira.
Nas próximas duas semanas, o elenco de profissionais do Santos vai ter férias e no dia 16 deste mês retorna as suas atividades para 30 dias depois, enfrentar o Palmeiras. 

Cicinho recebeu o terceiro cartão amarelo e vai cumprir suspensão automática nesse confronto.


Que as duas vitórias nas últimas rodadas foram excelentes para o clima voltar ao normal é fato, mas também não é menos verdade que as contratações pontuais, acertadas, são mais do que necessárias para o clube continuar em busca de uma vaga a Libertadores do ano que vem. Esse, sem dúvida, é o maior objetivo da equipe para esta temporada. Tem o Brasileiro e a Copa do Brasil para atingir a meta.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 2 X 0 CRICIÚMA
Local: Primeiro de maio, São Bernardo (SP)
Árbitro: Paulo Vollkopf (CBF/MS)
Público e Renda: 5.136 pagantes / R$ 74.100,00
Cartões Amarelos: Cicinho (SAN); Rodrigo Souza, Escudero, João Vitor, Lucca (CRI)
GOLS: Gabriel, aos 10'/1ºT (1-0) e Diego Cardoso, aos 17'/1ºT (2-0)
SANTOS: Aranha; Cicinho, David Braz, Jubal e Zé Carlos; Arouca, Renato (Leandrinho, 43'/2ºT) e Lucas Lima; Jorge Eduardo, Diego Cardoso (Geuvânio, 10'/2ºT) e Gabriel (Giva, 26'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira
CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Escudero e Cortez; Serginho, Rodrigo Souza, João Vitor (Wellington Bruno, 30'/2ºT), Paulo Baier (Giovanni, 25'/2ºT) e Ricardinho (Maurinho, 13'/2ºT); Lucca. Técnico: Wagner Lopes.

NOTAS DOS SANTOS
Aranha: Quando exigido, mostrou a segurança necessária - 6,5
Cicinho: Tem mais futebol do que o apresentado no ABC. Tomou um cartão amarelo bobo - 5,5 
David Braz: Voltou bem. Parecia estar com mais confiança - 6,5
Jubal: Jogou o arroz com feijão de sempre - 6,0
Zé Carlos: Não se destacou tanto como na quinta-feira contra o Bahia, mas vem amadurecendo como titular - 6,0
Arouca: Um "monstro". Participou dos dois gols. Merecidamente é o capitão na ausência de Dracena. É o motor do time - 8,5
Renato: Tem jogado em uma função diferente, a frente dos zagueiros. Muito tranquilo, vem recuperando a melhor forma física - 6,5
(Leandrinho): Jogou apenas alguns minutos - sem nota
Lucas Lima: Apanhou bastante. Caiu bastante pelo lado-esquerdo. Sem a sombra de Cícero, vai crescer - 6,0
Jorge Eduardo: Tecnicamente não brilhou. Mas tem funções táticas na marcação e é obediente - 5,5
Diego Cardoso: Tem faro de gol. Marcou o seu primeiro gol na competição - 6,5
(Geuvânio): A pausa na Copa do Mundo vai ser boa para o camisa 10 que joga muito mais do que apresentou na noite deste domingo - 5,0
Gabriel: Não é a Valdirene, personagem interpretada por Tata Werneck na última novela das nove, mas é inteligência pura. Tem presença de área e mesmo aos 17 anos finaliza bem. Além disso, bela assistência para o gol de Diego Cardoso - 8,0
(Giva): Entrou quando o resultado já estava decidido e foi prejudicado por isso - 6,0
Técnico: Oswaldo de Oliveira: Achou uma formação nas duas rodadas finais. Precisou mexer no time em razão de jogadores sem as condições necessárias para renderem fisicamente até o fim da partida. Precisa de reforços pontuais - 6,5


Promoção e nova linha de treino

A Vila do Santos continua com promoções de uniformes. Agora, o segundo uniforme oficial do clube (modelo 13/14) está de R$199,90 por R$ 49,90. São R$ 150 OFF!

O desconto é visualizado somente no CARRINHO durante a compra.



                                             


 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by