FOTO CAPA

VENCEU, MAS...

Postado às 22h30 deste sábado, 7 de setembro de 2013

Em uma apresentação de dois tempos distintos, o Peixe não jogou bem, mas manteve a invencibilidade de mais de um ano na Vila Belmiro e conquistou a vitória sobre o Goiás, por 1 a 0. O único gol do jogo foi marcado por Thiago Ribeiro. A partida marcou a estréia do uniforme número três do Santos, azul-marinho.

Com Pedro Castro na vaga de Alan Santos, o time de Claudinei Oliveira não produziu nos primeiros 45 minutos de partida. O alvinegro conseguiu sua primeira finalização apenas aos 46 minutos do primeiro tempo, através de uma cobrança de falta de Cícero.

Na segunda etapa, Claudinei Oliveira voltou com duas substituições. O estreante Renato Abreu na vaga de Pedro Castro e Giva no lugar de Everton Costa. Foi a senha para a mudança da água para o vinho do time santista.

Na primeira jogada envolvendo os dois atletas que tinham acabado de entrar, Giva finalizou mal e no rebote Thiago Ribeiro empurrou pro fundo das redes. Daí em diante, santistas e goianos cansaram de perder gols, principalmente o time praiano que teve inúmeras oportunidades de liquidar a partida.

O Peixe conquistou importante vitória e agora se prepara para a maratona de jogar na terça-feira (10) em Novo Hamburgo contra o Internacional/RS; quinta-feira (12) no Maracanã contra o Flamengo e domingo (15) contra o Botafogo/RJ na Vila Belmiro.  

FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 GOIÁS
Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data e hora: 7/9/2013, às 18h30
Renda e público: R$ 146.457,00 / 8.968 pagantes
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Cartões amarelos: Dudu Cearense, Neto Baiano, Hugo (GOI)
GOLS: Thiago Ribeiro, aos 4'2ºT (1-0);
SANTOS: Aranha, Cicinho, Edu Dracena, Durval e Emerson; Alison, Cícero, Leandrinho (Alan Santos, aos 32'2T) e Pedro Castro (Renato Abreu, intervalo); Everton Costa (Giva, intervalo) e Thiago Ribeiro. Técnico: Claudinei Oliveira
GOIÁS: Renan, Vitor, Ernando (Valmir Lucas, aos 31'1T), Rodrigo e Willian Matheus; Dudu Cearense (Roni, aos 17'2T), David, Ramon, Hugo e Renan Oliveira; Walter (Neto Baiano, intervalo). Técnico: Enderson Moreira


NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: O melhor da partida. Fez uma defesa fantástica no segundo tempo com o pé direito - 7,5
Cicinho: Apoiou bastante, mas não foi tão eficiente. Não deixou espaços na marcação - 6,5 
Edu Dracena: Anulou o perigoso Walter no primeiro tempo e Neto Baiano na etapa complementar - 7,0 
Durval: Excelente partida como a do seu companheiro de zaga. Peca por insistir em fazer ligações diretas ao ataque - 6,5
Emerson: Discreto, porém eficiente. Não deixou espaços. Tem tudo pra evoluir - 6,0
Alison: Está amadurecendo e não deu carrinhos. Roubou bolas como sempre - 6,5
Cícero: Fez um excelente segundo tempo, jogando como coordenador de jogadas. Deu diversas assistências, desperdiçadas principalmente por Giva - 6,5
Leandrinho: Primeira etapa discretíssima. Deu a assistência para Giva finalizar no primeiro gol - 6,0  
(Alan Santos): Entrou bem. Dificilmente erra passes, joga de cabeça em pé - 6,5
Pedro Castro: Não conseguiu repetir o bom futebol da Copa São Paulo. Foi substituído - 5,0
(Renato Abreu): Mesmo sem ritmo de jogo, a qualidade do passe do time melhorou muito - 5,5
Everton Costa: Não produziu nada. Muito bem substituído - 4,5
(Giva): Tecnicamente não foi bem, pois perdeu gols que não costuma perder, porém, estava muito bem colocado e participou dos principais lances da partida - 6,0
Thiago Ribeiro: No lugar certo, na hora certa, para marcar o único gol da partida. Readquiriu a forma e corre por todos os lados do campo - 7,0
Técnico: Claudinei Oliveira: Fez as alterações necessárias para a mudança de comportamento da equipe e foi premiado com a vitória - 7,0




 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by