FOTO CAPA

DERROTA PREVISÍVEL

Postado às 22h22 desta quarta-feira, 4 de setembro de 2013
O Santos pagou pelos seus próprios erros e apesar de ter tido a maior posse de bola durante a partida, ter atacado bastante no fim do jogo, sucumbiu em Curitiba e perdeu para o Atlético/PR por 2 a 1. Por ironia do destino, o gol santista foi marcado por Emerson Palmieri, que entrou faltando 12 minutos para acabar o duelo e demonstrou que mesmo em pouco tempo, deveria ter o sido o titular na ala esquerda.

Com seis minutos de jogo, o Peixe já perdia por 1 a 0. O duro foi levar um gol de contra-ataque, fora de casa, onde o lado esquerdo da defesa não conseguiu parar o veloz Marcelo Cirino, que passou com facilidade por Léo e Durval não chegou a tempo suficiente para a cobertura. 

Daí em diante, muita posse de bola do Santos, mas quem oferecia perigo era o time paranaense. Depois de nova falta de Léo, Paulo Baier cruzou, Luiz Alberto cabeceou, Aranha fez duas defesas e no rebote, Marco Antônio ampliou para 2 a 0.

Na segunda etapa, o Santos retornou sem nenhuma alteração e o padrão da partida era o mesmo, até que aos 25 minutos da etapa complementar, Claudinei Oliveira decidiu fazer a segunda e terceira alteração na equipe em um intervalo curto de tempo (a primeira foi a entrada de Pedro Castro). Giva e Emerson Palmieri entraram na partida e o Santos foi agressivo e com um pouco mais de sorte poderia ter chegado ao empate.

Que fique a lição para os próximos confrontos, principalmente no próximo sábado (7), às 18h30, no Estádio da Vila Belmiro contra o Goiás, onde o "redondo" mas ágil Walter vai tentar explorar os defeitos da defesa alvinegra. 

Para o jogo contra os esmeraldinos do planalto central, o lateral-esquerdo Mena na Seleção Chilena, será novamente desfalque.  

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-PR 2 X 1 SANTOS
Local: Durival de Brito, Curitiba (PR)
Data-Hora: 4/9/2013 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Renda e público: R$ 191.170 / 12.595 pagantes / 13.700 presentes
Cartões amarelos: Marcelo (CAP) e Thiago Ribeiro (SAN)
Gols: Marcelo, aos 6'/1ºT (1-0) e Marco Antônio, aos 37'/2T (2-0) e Emerson, aos 42'/2ºT (2-1)
ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo, Manoel, Luiz Alberto e Willian Rocha (Deivid, 18'/1ºT); João Paulo, Zezinho, Marco Antônio (Felipe, 18'/2ºT) e Paulo Baier; Marcelo (Dellatorre, 30/2ºT) e Éderson - Técnico: Wagner Mancini.
SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Léo (Emerson Palmieri, 33/2ºT); Alison, Alan Santos (Pedro Castro, 14/2ºT), Cícero e Leandrinho (Giva, 25/2ºT); Everton Costa e Thiago Ribeiro - Técnico: Claudinei Oliveira.

NOTAS DOS JOGADORES DO SANTOS
Aranha: Falhou no primeiro gol, apesar do chute forte - 5,0 Cicinho: Um dos poucos regulares do time - 6,0 
Edu Dracena: Foi o mais seguro da defesa, mas ainda assim não conseguiu evitar a cabeçada de L.Alberto no gol de Marco Antônio - 5,5
Durval: Sofreu para cobrir Léo. Não conseguiu- 4,0
Léo: Já havia dito que não queria mais jogar na lateral. Não conseguiu parar Marcelo Cirino - 3,5  
(Emerson Palmieri): Em 12 minutos marcou um gol, deu consistência defensiva e ainda apoiou - 7,0 
Alison: Também não conseguiu parar o rápido Marcelo na cobertura - 5,0 
Alan Santos: Errou o passe que originou o contra-ataque do primeiro gol adversário - 5,0 
(Pedro Castro): Melhorou a qualidade do toque de bola - 5,5
Cícero:  Discreto. Só apareceu em um chute a gol no primeiro tempo - 5,0 
Leandrinho: Não repetiu a boa apresentação do último sábado - 4,5 
(Giva): Entrou bem pelo lado direito do ataque - 6,5 
Everton Costa: Não conseguiu superar o improvisado e ex-santista Zezinho que foi jogar de lateral e não marca ninguém . Qualidade técnica duvidosa pra não ser mais pessimista- 4,5
Thiago Ribeiro: Guerreiro, batalhador. Grande jogada no gol santista - 6,5 
Técnico: Claudinei Oliveira: Foi teimoso e infeliz ao escalar a defesa apenas com veteranos pelo lado esquerdo (Durval e Léo), contra um ataque extremamente veloz. Acertou nas duas últimas alterações (Giva e Emerson), mas 'Inês já estava 'quase' morta" - 5,0 

Novidades na base

O novo gerente da base do Santos é Hugo Luis Machado com passagens pelo Barueri e SCCP. O seu auxiliar será Lucas "Cocada", irmão do ex-atacante e hoje comentarista Muller. 

Em 1988, o então lateral-direito Cocada marcou o gol do título carioca do Vasco, em um dos raros momentos de destaque como atleta profissional. 



 

Copyright © Ademir Quintino All Rights Reserved • Design by